10/08/21

[MARCIO MARTINS SEM MEIAS PALAVRAS] Tá faltando vacina contra o vírus da picaretagem de alguns prefeitos nesta pandemia.

 

Como se já não bastasse os corruptos que desviaram milhões de reais enviados pelo Governo Federal a Estados e Municípios para o combate e enfrentamento a Pandemia da Covid-19, a picaretagem de alguns prefeitos tem deixado indignado qualquer cidadão honesto detentor do mínimo de informação possível sobre o processo de aquisição e compra de vacinas no Brasil, até porque não é segredo pra ninguém que nenhum prefeito do país mesmo com a liberação do STF para compra direta de vacinas por estados e municípios desde o dia 23/02/2021, optaram por não comprar absolutamente nenhuma dose de nenhum imunizante. Ou seja, se dependesse de governadores e prefeitos (com exceção do governador de SP), nenhum brasileiro fora do estado de São Paulo teria sido vacinado. Todavia, ao abrir as redes sociais, sites, blogs, ligar a TV e ouvir o rádio, ainda temos que nos deparar com alguns prefeitos picaretas fazendo propaganda politiqueira com o nosso dinheiro, boa parte inclusive que deveria ser usado para cuidar da saúde dos munícipes e não para exaltar o próprio governo municipal pelo avanço de um processo de vacinação onde 100% das doses enviadas tem um único responsável, o Governo Federal. 

Que comemorem e divulguem o avanço da vacinação pois de fato é algo a se comemorar, mas que não usem de malandragem e manipulação da informação como arma de alienação da população, afinal...

Por que não informam quem comprou e enviou as vacinas e quem está pagando por ela? 

Por que não dizem que quem está enviando é o Governo Federal e que quem paga são os próprios vacinados com o suor do seu rosto dos altos impostos que todos pagam para comprar a vacina e inclusive manter a boa vida de toda classe política dominante que em sua maioria enxerga o povo como seres desprovidos de inteligência, eternos escravos da ignorância. 

Libertem-se!


MARCIO MARTINS

Residente no pequeno município de Canapi localizado no Alto Sertão do Estado de Alagoas, o Blogueiro/Jornalista (RE) 511961/2009 José Marcio Rodrigues Martins, iniciou no Jornalismo Digital em 2011 com a criação do primeiro blog de notícias de Canapi na internet o "Canapi Agora". Em 2013 concluiu o curso de Jornalismo Online com certificação reconhecida pela ABED -  (Associação Brasileira de Educação a Distância) e se tornou membro associado da ABJ - Associação Brasileira de Jornalismo. Com passagem por diversos sites do Estado de Alagoas, tais como: Rota do Sertão,  Editora Guia Mais, Mais Notícias, Correio Notícias e pelo Portal Minuto Sertão do Grupo Cada Minuto onde ganhou o prêmio Evandro Cardoso de Jornalismo na categoria "blog mais acessado". Marcio Martins que este ano de 2021 completou 10 anos de Jornalismo Investigativo e Independente e que já ultrapassou a marca de 5.000 artigos e matérias publicadas, atualmente integra a equipe de redação do site Central do Sertão, é também escritor, autor do Livro IndignAÇÃO e membro efetivo da ACALA - Academia Arapiraquense de Letras e Artes, onde até o final deste ano (2021), pretende emplacar seu segundo livro, desta vez reunindo uma coletânea das GRANDES REPORTAGENS de sua carreira.

LEIA TAMBÉM!

TAXA DO LIXO: Alguém tem que pagar o aumento absurdo nos salários da prefeita, do vice e dos secretários de Delmiro Gouveia a partir de Janeiro de 2022.

Quanto mais ladrões, mais queridos!

Quem são os playboys que mamam nas tetas das prefeituras do sertão alagoano?

OLIGARQUIAS: Não basta mudar os rostos é preciso mudar os sobrenomes.

Onde vão parar os milhões gastos nas campanhas políticas que não aparecem nas prestações de contas da Justiça Eleitoral?

 Servidores fantasmas vagueiam impunemente pelas prefeituras do sertão.

Omar Aziz e Renan Calheiros decretam que no Brasil é o rabo que tem que abanar o cachorro.

AGLOMERAÇÃO DO BEM? – Qual o limite da hipocrisia da classe política alagoana?

Você elegeu para vereador um fiscal da lei ou um baba ovo do prefeito?

TRATAMENTO PRECOCE: Por que ser contra um tratamento que tem salvado vidas quando devidamente prescrito pelos médicos?

O descaso do Poder Público com os artistas da terra