20/12/21

Ex-prefeito gabiru vira motivo de chacota após divulgação de resultados de enquete nas redes sociais.


De acordo com o perfil no Instagram de um site político em Alagoas, se as eleições fosse hoje, o ex-prefeito de Canapi Zé Hermes seria eleito governador do estado.

Por: Redação

O ex-prefeito de Canapi José Hermes de Lima, popular "Zé Hermes" ou "Gabiru" apelidado pela Polícia Federal, virou motivo de chacota nas redes e no meio político neste Domingo (19), após a divulgação de um pôster compartilhados por apoiadores e aliados políticos apontando o ex-prefeito, pai do atual prefeito de Canapi Vinícius Lima como futuro governador do estado caso as eleições fossem hoje. Isso porque o "Gabiru" teria vencido distintas enquetes políticas, somando mais de 1.000 votos no perfil de um site da capital no Instagram.

O mais cômico de toda essa história, que é o que a página não comenta, é que o ex-prefeito tem como base eleitoral apenas o município de Canapi no alto sertão do estado que detém apenas pouco mais de 13 mil eleitores num universo de 2,2 milhões do estado. Além disso, o ex-prefeito é "mais sujo que pau de galinheiro" haja vista que o mesmo já foi condenado por desviar recursos da merenda escolar  por integrar uma organização criminosa que ficou conhecida em todo o Brasil, após a deflagração da Operação Gabiru pela Polícia Federal em 2005.

Todavia, além de não ter expressividade política no estado, exceto nas páginas policiais, Zé Hermes que consegui reeleger o Filho prefeito de Canapi em 2020, este, não conseguiu se quer, conquistar a metade do eleitorado canapiense, haja vista que dos 13.355 eleitores aptos para votar no último pleito eleitoral, Vinícius foi reeleito com menos da metade dos votos, totalizando 6.621 votos, mas ainda sim, há quem acredite que se as eleições fossem hoje, Zé Hermes seria eleito governador de Alagoas. 

Vale ressaltar, que somente participam das enquetes do stories do Instagram aqueles usuários que são seguidores da página, ou seja, não reflete a opinião da grande massa popular alagoana que em sua maioria não tem rede social, muito menos conta no Instagram.