14/05/22

[EXCLUSIVO!] Prefeito propõe reajuste 0,00% para os professores de Tupanatinga\PE.

 


Proposta do gestor é incorporar o adicional do magistério ao salário dos educadores. Sindicato realiza assembleia geral que recusa proposta e decide pela apresentação de duas contrapropostas.

E mais uma vez o Prefeito de Tupanatinga no Agreste do Estado de Pernambuco se superou no quesito (des)valorização do Professor. Silvio Roque (PP), através de um ofício datado do último dia (09), endereçado a Presidente do SINSPIMUT – Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Tupanatinga, propôs, acredite se quiser! Reajuste 0,00% para os educadores tupanatinguenses, sob a justificativa que atualmente o município já aplica 83% com folha de pagamento do Fundeb, ultrapassando o valor de 70% estabelecido pela legislação federal vigente para aplicação de remuneração dos profissionais da educação. 

A proposta do gestor é incorporar o adicional de 40% do magistério ao salário dos professores, o que na prática não representa acréscimo salarial algum, já que os educadores já recebem o percentual como gratificação. 

Ainda segundo o gestor que assina o ofício endereçado ao sindicato da categoria, a impossibilidade do aumento salarial foi demonstrada em uma reunião da gestão com o sindicato, contudo, de acordo com a Presidente do SINSPIMUT, Profª Cida de Hélio, essa “impossibilidade” não ficou clara durante o encontro, motivo pelo qual, uma Assembleia Geral foi convocada e realizada nesta sexta-feira (13) no Salão Paroquial da Igreja Católica com a presença de dezenas de professores, inclusive dos ocupantes de funções gratificadas que assim como os demais educadores, reconhecem como “vergonhosa” a proposta do prefeito. 

“Nosso jurídico já está preparando a devida resposta ao ofício encaminhado pelo prefeito, inclusive na próxima segunda-feira (16), também encaminharemos duas contrapropostas aprovadas por unanimidade na assembleia após a recusa da proposta do gestor” – Disse Cida de Hélio (Presidentes do SINSPIMUT). 

A primeira proposta aprovada pelos educadores tupanatinguenses é pela incorporação de 20% do adicional de magistério ao invés dos 40% proposto pelo prefeito, mais 20% de reajuste em Agosto do corrente ano no salário base, já a segunda proposta incorpora os 40% e divide em três vezes os 33,24% do reajuste nacional, sendo 11,08% pago de imediato com retroativo ao mês de Abril, mais 11,08% em 2023 e 11,08% em 2024 somado ao reajuste do piso em Janeiro de cada ano.