18/05/22

Professores de Tupanatinga lotam plenário da Câmara Municipal e vereadores se colocam contra projeto de autoria do Poder Executivo que retira direitos da categoria.

 

Discurso da Presidente do Sindicato local na Tribuna da Câmara "calou" os parlamentares que defendiam o projeto que incorpora o adicional de magistério com 0,00% de reajuste salarial do piso nacional. 

Por: Redação\Marcio Martins 

Professores do município de Tupanatinga no agreste do Estado de Pernambuco lotaram o plenário da Câmara Municipal de Vereadores na noite desta terça-feira (17) contra a aprovação de um Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo Municipal que retira direitos da categoria ao propor a incorporação do adicional de 40% do Magistério ao salário dos educadores com 0,00% de reajuste salaria do piso nacional. 


Ao fazer uso da Tribuna da casa na condição e representante dos servidores públicos municipais, a Presidente do SINSPMUT – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Tupanatinga, Cida de Hélio "calou" os parlamentares que defendiam o famigerado projeto de lei, obrigando moralmente os parlamentares a se posicionarem em favor da categoria, chegando inclusive a propor a realização de uma audiência pública com o sindicato e representantes do Poder Executivo Municipal para reavaliar o projeto. 

Ao final do seu pronunciamento a presidente do SINSPMUT foi ovacionada na Câmara e também nas redes sociais. “Cida, parabéns!!! Como sempre e com espírito de liderança, vocês representa perfeitamente e com seriedade a classe dos professores. Que Deus continue a te abençoar, guerreira!” – Escreveu uma professora. “Verdade, que Deus abençoe e você continue sempre com essa postura de defender a classe com sabedoria” – Completou outra educadora tupanatinguense. 

“Queria agradecer cada palavra vinda de vocês, saibam que são elas que me fortalece e me dá forças para continuar a luta. Quero devolvê-las a quem de fato merece, que são vocês professores que lotaram a Câmara hoje. Vamos permanecer unidos e com certeza a vitória virá” – Agradeceu Cida de Hélio. 

O projeto agora segue para análise das comissões permanentes da Câmara Municipal que deve agendar nos próximos dias uma reunião com o sindicato e representantes do Poder Executivo para discutir melhorias no texto, se havendo necessidade, a convocação de uma audiência pública na Câmara.