domingo, 6 de abril de 2014

Inhapiense de 16 anos que trabalhava como vigilante noturno na Bahia é morto a tiros

Menor é natural de Inhapi e foi assassinado durante o serviço, em Feira de Santana, a 108 quilômetros de Salvador.
Ed Santos/Acorda CidadeO adolescente José da Silva Brandão, 16, natural do município de Inhapi, foi assassinado com vários disparos de arma de fogo, na noite da última quinta-feira (3), por volta das 23h, em Feira de Santana, no centro-norte baiano, a 108 quilômetros de Salvador.
Segundo a polícia, o menor trabalha como vigilante noturno e estava em serviço, na Rua Politeama, no bairro Subaé, quando ao se aproximar de um posto de saúde foi surpreendido com vários tiros que o atingiram na cabeça e no pescoço. O adolescente que conduzia uma motocicleta Honda, de cor prata e placa JQI-0874 não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
Populares dizem que escutaram os tiros, mas não viram quem cometeu o crime contra o alagoano. O motivo do assassinato ainda é desconhecido, mas o caso está sendo investigado pela delegada Ana Cristina, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que até o momento não sabe quem pode ter cometido o homicídio.
Nossa reportagem levantou que já na adolescência o inhapiense saiu de sua cidade natal, no Sertão de Alagoas, em busca de melhores condições de vida, trabalhando como vigia noturno, naquela cidade baiana, onde desde então estava residindo, na Rua Alexandrina, no bairro Sítio Matias.
Fonte minuto Sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário