PREFEITURA DE INHAPI

domingo, 13 de abril de 2014

Secretaria de saúde de Canapi realiza vacinação contra HPV no município.

Alunas de 11 a 13 anos da rede municipal de ensino também receberam as doses da vacina.

Por:  Assessoria

As secretarias municipais de Saúde e Educação de Canapi-AL,  deram início a implantação da vacinação contra o Papilomavírus Humano (HPV) nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da zona urbana e rural, e também nas escolas municipais. Adolescentes de 11 a 13 anos de idade, receberam a primeira dose da vacina, durante a campanha que foi iniciada no dia 10 de março e se estendeu até o dia 10 de abril. A vacinação contra HPV aconteceu em todo o Brasil, e teve como objetivo prevenir o câncer do colo do útero, refletindo na redução da incidência e da mortalidade por esta enfermidade.

De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica / PNI-SMS de Canapi -  enfermeira  Juliane Malta, foram vacinadas durante o período citado, 596 meninas de 11 a 13 anos, alcançando 92.83% da população alvo. "Já estamos fazendo o levantamento nominal dos grupos prioritários para a campanha contra Influenza: crianças, gestantes, puérperas, trabalhadores de saúde, idosos, e grupos com comorbidades. Iniciaremos a vacinação no próximo dia 22. O dia D será dia 26", disse Juliane Malta.

"Temos uma equipe bastante empenhada, onde os profissionais da enfermagem do município são verdadeiros guerreiros da saúde pública. Sempre nos reunimos e achamos soluções diante de qualquer dificuldade. Dessa forma, tudo fica mais fácil. E, com muito esforço e dedicação conseguimos concluir mais uma etapa com êxito", declarou José Vieira (Deinha) - Secretário municipal de Saúde.  

Juliane Malta informou ainda que, a coordenação municipal de imunizações de Canapi realizou reunião com todos enfermeiros, vacinadores e funcionários da educação,  onde foi discutido sobre a situação do HPV no país, estado e município, a implantação da vacina e os seus benefícios. E, com o levantamento de meninas na faixa etária de 11 a 13 anos por escola, foi feito um mapeamento de todo o município, e distribuídas as escolas por UBS. Sendo realizada ainda, uma escala com agendamento de dia e horários para vacinação por cada equipe.

O secretário de saúde explicou que, a vacinação das adolescentes ocorre sem necessidade de autorização ou acompanhamento dos pais ou responsáveis. No entanto, caso o pai ou responsável não autorize a vacinação da adolescente na escola, deverá encaminhar a esta instituição o “Termo de Recusa”, devidamente preenchido e assinado. "Não houve rejeição no município, mas já estávamos com o plano B, para fazer reuniões com os pais falando sobre a importância de suas filhas receberem a vacina, caso isso tivesse ocorrido" destacou Deinha.

Informações sobre a vacina
 
Para que as adolescentes estejam devidamente protegidas contra o câncer do colo do útero deverão tomar três doses da vacina contra HPV no esquema recomendado onde a 1ª dose será ofertada para adolescentes de 11 a 13 anos de idade, em Unidades Básicas de Saúde (UBS) e escolas. A 2ª dose será administrada seis meses após a 1ª dose, em UBS; e a 3ª dose será administrada cinco anos após a 1ª dose, também em UBS. A vacina contra HPV é gratuita e também estará disponível nas Unidades de Saúde durante todo o ano.

A campanha

O Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunização ampliou o Calendário Nacional de Vacinação com a introdução da vacina quadrivalente papilomavírus humano (HPV) no Sistema Único de Saúde (SUS), para prevenção do câncer do colo do útero.

O câncer do colo do útero é uma doença grave e pode ser uma ameaça à vida. No Brasil, é a segunda principal causa de morte por câncer entre mulheres. Os subtipos HPV 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero em todo o mundo e ambos subtipos estão incluídos na vacina quadrivalente contra HPV.




Nenhum comentário:

Postar um comentário