quarta-feira, 24 de junho de 2015

Câmara Municipal de Inhapi aprova Plano Municipal de Educação com rejeição a inclusão da discussão sobre ideologia de gênero nas escolas do município.

Decisão foi tomada por unanimidade entre os vereadores presentes a sessão desta terça-feira (23), que contou a presença do Padre Clóvis e vários professores católicos e evangélicos.
Por: Redação
Créditos: Central do Sertão
Na manhã desta terça-feira (23), a Câmara Municipal de Vereadores de Inhapi, aprovou por unanimidade o Plano Municipal de Educação, mas a aprovação contou com pelo menos um veto bastante polêmico. 

Atendendo a pressão popular das lideranças religiosas do município, com destaque ao Pároco local, Padre Clovís e dezenas de professores católicos e evangélicos que se fizeram presente a sessão, os vereadores também por unanimidade rejeitaram a inclusão da polêmica discussão sobre qualquer assunto inerente a "Ideologia de Gênero" nas escolas do município.

Embora tenha sido rejeitado pelo Congresso Nacional, a discussão sobre o tema foi mantido nos planos municipais, com a provável inserção da Ideologia de Gênero no currículo escolar. A proposta compreende que as escolas não determinem mais as crianças até os quinze anos por um sexo específico. Até os quinze anos meninos e meninas não serão mais separados por sexo masculino ou feminino. Será apenas “criança”. Caberá ao adolescente, depois dos quinze anos, determinar por qual sexo querem ser identificados.

Polêmica à parte, com isso, com a inserção desta ideologia nas escolas, nem os banheiros poderiam mais ser fechados apenas para meninos ou para meninas. Todos poderiam frequentar o banheiro que quiser.

Agora com a rejeição popular, representada pelo público presente a sessão desta terça-feira e com o veto dos vereadores, o projeto segue para a sanção do prefeito José Cicero Vieira, que já adiantou que irá sancionar do jeito que foi aprovado pelos vereadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário