segunda-feira, 8 de junho de 2015

Parada Gay é marcada por cenas absurdas de ofensas a fé cristã causando indignação por todo o país.


Atitude causou indignação até mesmo entre os próprios homossexuais.

Por: Redação com Emneon.com

A parada Gay que aconteceu em São Paulo neste domingo (07) trouxe a tona uma cena impactante, em um dos trios elétricos da Avenida Paulista uma participante trans é crucificada. Veja o que a mesma disse numa entrevista ao site da Emneon:

"Virei de Jesus Cristo como se fosse uma trans de Cristo mesmo, não estou indo para ferir a religião de ninguém, irei protestando por causa das estatísticas diárias de mortes de trans e gays ou as que sofrem agressões físicas, de palavras. Isso tudo que está acontecendo é por não existir a lei da homofobia."

A foto tem indignado muitas pessoas, dentre elas alguns próprios homossexuais como Kelly Maldonado  que comentou da seguinte forma:

"Sou gay, sou muito feliz, tenho Deus no coração, sou muito religiosa, respeito o próximo e abomino esse tipo de manifestação da parada gay. Queremos respeito e direitos, só que dessa maneira desrespeitosa e pornográfica não se consegue nada. Infelizmente a sociedade generaliza e acha que todo gay é promíscuo, é vulgar. Parada gay dessa maneira não representa nada. Devemos respeitar uns as outros."

A questão que fica é... será um fanatismo invertido? Será que qualquer tipo de manifestação é válida?

Abrimos espaços para comentários... Mas antes, role para baixo apenas se tiver preparado.