26/01/21

Nova composição da Câmara de Vereadores de Água Branca custará R$: 170 mil reais por mês aos cofres públicos.

 

Orçamento Municipal para 2021 destinou mais de R$: 1,8 milhão de reais para o Poder Legislativo aguabranquense, que mesmo em tempos de contenção de despesas, aumentou os próprios salários, dos secretários municipais, do prefeito e do vice-prefeito.

Por: Redação / Crédito: Reprodução/PTMAB - tse

Salários de R$: 6.000,00 (Seis mil reais/mês), mais verbas indenizatórias e diárias para cobrir toda e qualquer despesa da atividade parlamentar, essa é a “dura vida” deixada de “boas vindas” pelos vereadores da legislatura passada para a nova composição da Câmara Municipal de Vereadores de Água Branca no sertão de Alagoas, que no apagar das luzes de 2020 e em plena pandemia do coronavírus, aprovaram um aumento salarial imoral de 27% a vigorar a partir de Janeiro/2021, passando de R$: 4.700,00 para R$: 6.000,00. Uma espécie de presente daqueles que não conseguiram se reeleger e um prêmio dado a si mesmo pelos vereadores reeleitos, que de quebra, ainda presentearam os novatos, além dos secretários municipais, prefeito e vice-prefeito.

Todas essas e outras despesas da Câmara Municipal de Vereadores de Água Branca serão custeadas com recursos do duodécimo constitucional de R$: 1.874.260,00 (Um milhão, oitocentos e setenta e quatro mil, duzentos e sessenta reais) estimado no Orçamento Municipal/2021 aprovado em 18 de Dezembro de 2020. Montante esse, que levando em consideração além dos salários e vantagens dos 11 vereadores, os custos com a manutenção da Câmara e pagamento de pessoal, faz a nova composição da Câmara de Vereadores custar mais de R$: 170 mil reais por mês aos cofres públicos.

(Clique na imagem para ampliar)