30/01/21

Reportagem do site Central do Sertão sobre acumulação de cargos públicos por ex-prefeito gabiru ultrapassa 260 mil acessos.

 

Crédito: Reprodução - Foto/Montagem google imagens

Jornalismo Investigativo e independente ganha notoriedade no sertão alagoano e média de acesso das matérias mais lidas do site em 2021 oscilam entre 12 e 45 mil acessos.

Por: Redação

Criado em Janeiro/2013 o site Central do Sertão completou este ano, 07 anos de atuação no sertão de Alagoas, sempre levando ao público, os acontecimentos, as ações e informações que marcaram e marcam o dia a dia do sertanejo, e principalmente, os bastidores da política sertaneja.

Apesar de atuar em todo o sertão alagoano, o foco maior do site Central do Sertão sempre foi à região do alto sertão do estado composta por 08 municípios: (Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Inhapi, Mata Grande,Olho d’água do casado, Pariconha e Piranhas), mas principalmente no famoso “Triângulos das Bermudas” (Canapi, Inhapi e Mata Grande), contudo, este ano, a equipe de redação do portal de notícias, ampliou sua base de atuação e já se encontra em todos os municípios do alto sertão e alguns outros do sertão que serão destaques nos próximos dias.

Todavia, o site não só ampliou sua base de atuação, como também emplacou de vez a linha do Jornalismo Investigativo e Independente que acabou ganhando notoriedade e a credibilidade do leitor sertanejo, prova disso, é a média de acesso as matérias do site que neste mês de Janeiro/2021 vem oscilando entre 12 e 45 mil acessos entre as mais acessadas, com destaque para uma reportagem exclusiva do dia 23/01 sobre ex-prefeito de Canapi José Hermes de Lima que mesmo com condenação transitada em julgado por desvios da merenda escolar na famosa operação gabiru (relembre aqui), continua recebendo mais de R$: 21 mil reais na Assembléia Legislativa de Alagoas como Assessor Parlamentar e ainda acumula o cargo de Secretário de Assuntos Estratégicos na Prefeitura de Canapi onde o filho foi reeleito prefeito.

(Clique na imagem para ampliar)

“Nossa missão é fazer jornalismo de forma independente e investigativo doa a quem doer, pois nosso principal compromisso, antes de qualquer coisa, é com a sociedade e nossa maior arma é o exercício da liberdade de expressão e de imprensa pela construção de uma sociedade mais humana, livre e cada vez menos desigual, afinal de contas, somente a verdade pelo ouvir da informação é o que liberta” – Assina a Redação.