quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Sindicato questiona rateio de R$: 344 reais e requer a prestação de contas do Fundeb/2020 não apresentada pelo prefeito de Canapi.

Requerimento foi protocolado pelo presidente do SINDSCAN nesta quarta-feira (13) na prefeitura.

Por: Redação com Assessoria / Crédito: Reprodução/SINDSCAN

O presidente do SINDSCAN - Sindicato dos Servidores Públicos de Canapi, protocolou na manhã desta quarta-feira (13) na sede da Prefeitura Municipal, mais um requerimento, desta vez requerendo a prestação de contas do Fundeb 60 e 40 do ano de 2020 que não foi apresentada pela prefeitura junto com a divulgação da suposta sobra e receita que consta na nota de esclarecimento divulgada pelo governo municipal após o pagamento de miséros R$: 344 reais pago de rateio a 183 professores concursados da rede municipal de ensino.

O objetivo do pedido segundo o presidente do SINDSCAN Uilo Paulino, é identificar quanto realmente houve de sobra dos recursos do Fundeb em 2020 já que sem a divulgação das despesas com folha de pagamento e manutenção do ensino, isso não é possível, afinal de contas, não existe transparência quando se divulga a receita (ainda sim, abaixo do valor real) e não se divulga a despesa. 

Ainda segundo o presidente, o requerimento também tem por objetivo indentificar se houve sobras de recursos do Fundeb/40, haja vista que, os servidores do quadro administrativo e de apoio da educação além de não terem tido reajuste em 2020, se quer foi mencionada possibilidade de rateio das possíveis sobras do fundo. 

"Primeiramente estamos tentando resolver por via administrativa, caso não haja resposta, iremos a justiça" - Concluiu o presidente Uilo Paulino.